Reverencie-se com a Consevação

Iyanla Vanzant

Acho que foi minha avó que me fez acreditar que eu precisava ficar o tempo todo ocupada. A inatividade, ela afirmava, era sinal de preguiça, e a preguiça, era pecado. Quando fui descobrir, já adulta, que isso não é verdade, meu ritmo de vida se tornara frenético. Aos 25 anos, já estava exausta. Eu não sabia relaxar. Não sabia conservar minha energia.

O relaxamento é a melhor forma de conservar energia e de viver mais e melhor. A primeira coisa a fazer é repensar e mudar nossos padrões de comportamento. É você quem se levanta primeiro para limpar a mesa? É você quem diz primeiro “Deixa que eu ajudo!” ou “Deixa comigo?”. A gente ganhava pontos  por esse tipo de coisa na primeira série do primário. Lembra quando você levantava a mão e implorava à professora para apagar o quadro negro? Fomos premiados por nos dispormos a fazer mais do que precisávamos. Fomos encorajados a nos manter ocupados. Depois, aprendemos a medir nossa importância na vida pelo numero de coisas que fazíamos. Quando não temos coisa alguma para fazer, nos sentimos inúteis. Nos casos mais graves, acreditamos mesmo que somos inúteis. Como resultado, aprendemos a nos impor deveres que, em ultima instancia, levam à exaustão mental, física e espiritual.

A conservação exige disposição de ficarmos inteiramente parados, correndo o risco de demonstrar preguiça. Ela inclui não só a quietude mental e emocional para conservar corpo, mente e espírito. Você merece descansar. Tem o direito de proceder num ritmo que lhe for confortável. Precisa de tempo para você, por você e com você, se quiser manter sua mente sã.

Da mesma maneira que não nos ensinaram a nos conservar, não aprendemos a conservar nossos recursos. Tempo, dinheiro e conhecimento são todos recursos dignos de serem preservados. Gastar o seu tempo fazendo coisas que não trazem a você ou a qualquer pessoa prazer ou alegria é um desperdício de recursos valiosos. Gastar o seu dinheiro de maneira e com coisas que não trazem benefícios a você ou a qualquer outra pessoa é outro desperdício de recursos. Tentar convencer uma pessoa de algo que ela se recusa a ouvir, é um desperdício de recursos valiosos.

O maior inimigo do principio de conservação é o medo de ser preguiçoso, sovina e egoísta. Por algum estranho motivo, acreditamos que conservar o que temos para nosso próprio bem é uma coisa negativa. Se você é inteligente, as pessoas esperam que compartilhe o seu conhecimento. No entanto, uma das profissões mais mal remuneradas em nossa sociedade é a de professor.  Se você tem dinheiro, esperam que você o reparta com os mais carentes. Não há duvida de que compartilhar é uma coisa maravilhosa, mas isto não significa que você deva se deixar explorar ou encontrar formas de livrar-se do que tem por pura ingenuidade ou sentimento de culpa. Fechar suas portas, baixar as persianas e passar um tempinho em silencio, a sós, não significa que você seja egoísta. É fundamental que você se reverencia o suficiente para passar algum tempo na sua própria companhia longe de todo mundo.  Eu mesma já cai nessa armadilha. Já chamei gente rica de pão dura quando não deram o que eu achava que deviam. Já chamei pessoas de egoístas, por não dedicarem tempo e energia em prol de causas que eu julgava merecedoras. Já chamei pessoas calmas de acomodadas, só porque não estavam pulando de um lado para o outro.

Procure passar seu tempo num estado de relaxamento mental, emocional e espiritual. Mesmo quando tiver um impulso de extrema generosidade, conserve alguns de seus recursos para você. Minha avó costumava dizer: “Não gaste tudo no mesmo lugar”.

A Bíblia nos adverte: “Não atire pérola aos porcos. Não de o sagrado aos cães.” Evite, a todo custo, dar o seu conhecimento, seu tempo e sua energia a causas e pessoas que não as merecem. Como saber que não merecem? Se você precisar brigar com uma pessoa para que ela aceite o que você está oferecendo como um ato de amor, ela não merece sua doação.

A vida quer que você dure muito, muito tempo. A vida quer que você esteja bem enquanto você estiver por aqui. Você não serve para a vida quando esta sem animo e sem dinheiro. Aprender a relaxar e a conservar sua energia natural é um dos maiores presentes que você pode dar a vida.

Iyanla Vanzant,  livro: Um dia minha alma se abriu por inteiro

2 Responses to “Reverencie-se com a Consevação”


  1. 1 Angela Torres janeiro 26, 2014 às 10:29 pm

    Amei seu texto….parece que você estava falando da minha vida… estou iniciando um processo de meditação e sempre é falado que precisamos acalmar a mente…. este texto caiu que nem uma luva!!! muito obrigada por compartilhar…parabéns!!!!.

  2. 2 karinizumi janeiro 26, 2014 às 11:53 pm

    Oi Angela! Já faz um tempo que postei essee texto, e acabei de lê-lo novamente! Obrigada!!! Esse texto é do livro ! Um dia minha alma se abriu por inteiro” é muito bom! Beijos


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Criado em 19 JUL 08

  • 2,842,537 visitas

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 730 outros seguidores

Loja Virtual

Aproveite pra comprar os presentes de NATAL! ❤💙💚💛 Acesse nosso site para ver mais:
http://www.gentequeadora.com.br/

Mensagens (Ordem Alfabética)


%d blogueiros gostam disto: